Esta pergunta é extremamente pertinente no período em que vivemos pois percebemos que muitas pessoas confundem e acham que o Evangelho é mais uma religião das inúmeras que existem no mundo, quando na verdade o Evangelho é bem diferente.

Religião é um conjunto de crenças e filosofias que são seguidas, formando diferentes pensamentos. Cada religião tem suas diferenças quanto a alguns aspectos, porém a grande maioria se assemelha em acreditar em algo ou alguém do plano superior e na vida após a morte. Entre a grande quantidade de religiões existentes hoje no mundo, existem aquelas que se sobressaem e conseguem conquistar um grande número de fiéis. Podemos enumerar: Judaísmo, Cristianismo, Islamismo, Hinduísmo e Budismo.

Religião é um sistema qualquer de ideias, de fé e de culto. Religião é um corpo autorizado de comungantes que se reúnem periodicamente para prestar culto a um deus, aceitando um conjunto de doutrinas que oferece algum meio de relacionar o indivíduo àquilo que é considerado ser a natureza última da realidade.

O Evangelho, por sua vez, é Cristo crucificado, sua obra consumada na cruz. E pregar o Evangelho é apresentar Cristo publicamente como crucificado. O Evangelho não é apenas as Boas Novas de um neném na manjedoura, de um jovem numa banca de carpinteiro, de um pregador nos campos da Galiléia, ou mesmo de uma sepultura vazia. Não! Pelo contrário. O Evangelho trata de Cristo na cruz. O Evangelho só é pregado quando Cristo é “publicamente exposto na sua cruz”. 

Quando pregamos o Evangelho, temos de nos referir a um acontecimento (a morte de Cristo na cruz), expor uma doutrina (o perfeito, único e necessário sacrifício de Cristo na cruz do pecado para salvar o pecador), e fazê-lo publicamente, ousadamente, vivamente, para que as pessoas vejam como se o testemunhassem com os seus próprios olhos. A principal diferença entre a Religião e o Evangelho é que enquanto as religiões feitas pelos homens enfocam o esforço humano; o cristianismo enfoca a obra de Cristo.

A religião é obra do homem. O Evangelho nos foi dado por Deus. A religião é o que o homem faz por Deus. O Evangelho é o que Deus tem feito pelo homem. A religião é o homem em busca de Deus. O Evangelho é Deus buscando o homem. A religião é o homem tentando subir a escada de sua própria justiça, na esperança de encontrar-se com Deus no último degrau. O Evangelho é Deus descendo a escada da encarnação de Jesus Cristo e encontrando-se conosco, na condição de pecadores, no primeiro degrau. A religião é constituída de pontos de vista. O Evangelho é constituído de boas novas. A religião toma o homem e o deixa como está. O Evangelho toma o homem como está e o transforma naquilo que ele deveria ser.

Há muitas religiões, mas apenas um Evangelho. Por isso é que o Evangelho de Cristo Jesus é a melhor coisa que pode acontecer na minha e na sua vida. Você já abraçou este Evangelho. Se sim, valorize-o. Senão, faça isto agora em nome de Jesus. Amém!

Este artigo é de propriedade intelectual da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Pernambuco (IEADPE). Sua reprodução, parcial ou total deverá ser acompanhada da citação da fonte, conforme artigo 184 do Código Penal – Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais que diz: A violação por qualquer meio, de obra intelectual, no todo ou em parte, para fins de comércio, sem a autorização expressa do autor ou de quem o represente é crime contra a propriedade intelectual.

Is Jeremy Maclin choosing the Baltimore Ravens a big blow to the Buffalo Bills heading into 2017?

Rarely does a player with the talent level of Jeremy Maclin hit the open market as late as June. However on June 2 the Kansas City Chiefs released Jeremy Maclin to ease their cap hit. Once Maclin was released, the Buffalo Bills were immediately interested.Joe Flacco Jersey

They appeared to be a perfect match as head coach Sean McDermott and Maclin are familiar with each other. They had spent time together in Philadelphia. Additionally Bills running back LeSean McCoy and Maclin are good friends. McCoy took it upon himself to try and recruit Maclin to Buffalo.

Ultimately,Justin Tucker Jersey Maclin decided to pass on signing with the Bills, and chose to sign a two-year deal with the Baltimore Ravens. It appears, on the surface, to be a blow to the Bills offense. Maclin would have provided another weapon for Tyrod Taylor and to take some pressure of the Bills run game. However, one could argue that Maclin passing on the Bills is a blessing in disguise, especially when you look at the contract he signed.

The Ravens drastically overpaid for Maclin with a deal worth $11 million over two years.Dennis Pitta Jersey He’s coming off a very disappointing season with the Chiefs, in which he started in only 12 games due to a groin injury. His numbers were weak with 44 catches equaling 534 yards and two touchdowns.

Some of Maclin’s drop off can be attributed to injury. Groin injuries are notoriously difficult to recover from for wide receivers due to constant cuts and quick strides that wide receivers need to execute.C.J. Mosley Jersey However, when you look deeper at Maclin’s stats from last year, there are some numbers that pop out.

Maclin failed to make more than six catches in a game all season, and reached the six-catch plateau only twice.Elvis Dumervil Jersey Furthermore, Maclin had an 82-yard receiving game only once (Week 15). It’s also worth noting that this happened as the Chiefs were weak at wide receiver. When the Chiefs recruited him in 2015, Maclin was supposed to be the go-to guy for quarterback Alex Smith. Unfortunately, he finished third in receiving yards on the team behind a rookie wide receiver Tyreek Hill and tight end Travis Kelce last season.