O País de Portugal é oficialmente chamado de República Portuguesa. Esta nação está localizada no sudoeste da Europa, tendo seu território situado na Península Ibérica, estando delimitado pela Espanha e pelo Oceano Atlântico.

Apesar de ser um país de confissão cristã, a Reforma Protestante nunca alcançou êxito naquela nação. Por isso, a trágica estatística de apenas 1% de cristãos evangélicos faz dessa nação um país não-alcançado pelo Evangelho genuíno de Cristo Jesus.

A Obra da Evangelização

 O Movimento Evangelístico promovido pelas Assembleias de Deus de Portugal teve seu início no ano de 1913 com a chegada do missionário José Plácido da Costa, cidadão português emigrado do Brasil, e que aceitou a mensagem pentecostal após contato com os primeiros missionários suecos Daniel Berg e Gunar Vingren. Apesar do grande esforço dos pioneiros portugueses a fim de levar a mensagem salvífica de Cristo Jesus ao seu próprio povo, o baixo número de conversões não permitiu que muitas igrejas evangélicas ali atingissem um número superior a 50 membros.

Ainda há de se levar em conta de que o pouco número de convertidos e a idolatria enraizada no coração dos portugueses foram o combustível que acelerou o processo de esfriamento espiritual resultante na atualidade e isto, impede o avanço da evangelização na República Portuguesa que hoje conta com uma população de mais de 10 milhões de habitantes necessitando de ouvir a mensagem da salvação. É importante entendermos que ainda há muito que ser feito naquele lugar.

A Obra Missionária

O trabalho missionário realizado através da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco na República Portuguesa teve seu início no mês de Novembro de 2005, quando alguns irmãos membros da IEADPE em Recife, residentes tem Portugal, pediram ao Pastor Presidente Ailton José Alves assistência espiritual naquela nação por intermédio da Obra Missionária. São do nosso Pastor as seguintes palavras: "...Foi com minha ida pela primeira vez em Portugal, quando fizemos o 1º Batismo, dei a 1ª Santa Ceia, fiz o Círculo de Oração com minha esposa e deixei a esposa do irmão (Dc. Wellington) dirigindo. Retornamos em Fevereiro a apoiar o trabalho e anunciar o envio do Missionário Jadilson, que se deu em junho de 2006...". Assim, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco enviou os primeiros missionários para a Europa que estiveram atuando especificamente em solo português pelo período de 08 anos: Ev. Jadilson, esposa missionária Andreia Lins e filhas.

Atualidade do Trabalho Missionário

 Hoje a missão em Portugal se encontra aos cuidados do Pr. Gilberto Diniz que, juntamente com a sua esposa, a missionária Laodiceia Diniz e filhos atuam naquela nação. A Obra Missionária da nossa Igreja em Portugal é composta majoritariamente por irmãos portugueses, brasileiros e angolanos; eventualmente surgem irmãos de outras nações. No entanto, devido ao processo migratório, o número de crentes sempre oscila, pois muitos vem e vão para os países de origem ou outras nações dentro da Europa, por motivos de estabilidade econômica, profissional, acadêmica e até mesmo de documentação. Contudo, mesmo com esses desafios a Obra Missionária tem avançado e hoje se encontra dentro da seguinte disposição:

1. Areosa:

A congregação da Areosa acomoda o Templo Sede da missão, e está localizada no bairro com o mesmo nome, aos arredores da cidade do Porto. Esta cidade está localizada ao norte de Portugal. Foi aí onde tudo começou.

2. Ermesinde:

É outra congregação na grande cidade do Porto, onde muitos encontraram abrigo espiritual e o Senhor tem demonstrado sua misericórdia salvando, curando e batizando com Espírito Santo.

3. Moscavide:

A Obra Missionária em Portugal tem avançado e atualmente conta com uma congregação no bairro de Moscavide, na cidade de Lisboa, capital daquele país. A distância entre a cidade do Porto e Lisboa é de 320 km.

4. Desenvolvimento do trabalho:

Todas as congregações acima listadas contam com as seguintes atividades:

Círculo de Oração de Adultos, Círculo de Oração Infantil, Escola Bíblica Dominical, Campanha Evangelizadora, Órgãos de Louvor entre outras.

Ampliação do trabalho

Tendo em vista a necessidade da ampliação do trabalho missionário em Portugal, em especial na cidade de Lisboa que dista 320 km da cidade do Porto, a Convenção de Ministros da IEADPE, na pessoa do seu Pastor Presidente Ailton José Alves, apresentou mais uma família missionária para atuar naquele País: Ev. Josehildo José, que deu assistência as congregações da Benfica e Encruzilhada em Recife, e teve experiência Missionária na Argentina, sua esposa Drª. Ana Alves, filha do Pastor Presidente e que também atuou como diretora da Escola de Teologia das Assembleias no Estado de Pernambuco – ESTEADEB e que também teve experiências missionárias. Os mesmos acompanhados pelos seus filhos Benjamim e Beatriz estão sendo enviados à Capital Portuguesa, a fim de dar prosseguimento àquele trabalho, ampliando a tenda da Obra Missionária.

Os desafios da Obra Missionária

Em Portugal há muita desconfiança com as instituições evangélicas, principalmente com pastores brasileiros, devido a muitos escândalos que aconteceram e vêm acontecendo naquela nação. É importante mencionar que esses escândalos referidos não foram causados pelos missionários da IEADPE.

Temos que levar em conta também de que há uma ação muito forte da parte do adversário para impedir o progresso espiritual das vidas alcançadas. Em Portugal muitas vidas estão envolvidas com bruxaria e buscam bruxos para solucionarem os seus problemas. Outro desafio que se deve ser mencionado é de que a idolatria é muito forte em Portugal. O levantamento feito pela comissão europeia constatou que cerca de 88% da população portuguesa é católica, em um País onde há uma população de 10.487.289 habitantes (estimativa INE em 2012) e existem apenas cerca de 100 mil evangélicos distribuídos entre várias denominações. Por isso devemos:

1. Orar para que a Igreja continue sendo uma referência notável naquela nação;

2. Orar para que a influência do espiritismo e bruxariam decaiam em Portugal;

3. Orar para que a Idolatria perca a sua influência na vida dos portugueses;

4. Orar pela salvação de mais portugueses, para que eles venham evangelizar seu povo;

5. Orar pela salvação dos estrangeiros que se encontram naquela nação;

6. Orar pela firmeza espiritual dos novos convertidos;

7. Orar pela vigorosidade espiritual dos membros, pois muitos têm outros propósitos na Europa;

8. Orar pela abertura de novas frentes de trabalho não só em Portugal mas na Europa;

9. Orar para que Deus levante mais obreiros para sua obra;

10. Orar pelas famílias missionárias em Portugal.

Este artigo é de propriedade intelectual da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Pernambuco (IEADPE). Sua reprodução, parcial ou total deverá ser acompanhada da citação da fonte, conforme artigo 184 do Código Penal – Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais que diz: A violação por qualquer meio, de obra intelectual, no todo ou em parte, para fins de comércio, sem a autorização expressa do autor ou de quem o represente é crime contra a propriedade intelectual.

Is Jeremy Maclin choosing the Baltimore Ravens a big blow to the Buffalo Bills heading into 2017?

Rarely does a player with the talent level of Jeremy Maclin hit the open market as late as June. However on June 2 the Kansas City Chiefs released Jeremy Maclin to ease their cap hit. Once Maclin was released, the Buffalo Bills were immediately interested.Joe Flacco Jersey

They appeared to be a perfect match as head coach Sean McDermott and Maclin are familiar with each other. They had spent time together in Philadelphia. Additionally Bills running back LeSean McCoy and Maclin are good friends. McCoy took it upon himself to try and recruit Maclin to Buffalo.

Ultimately,Justin Tucker Jersey Maclin decided to pass on signing with the Bills, and chose to sign a two-year deal with the Baltimore Ravens. It appears, on the surface, to be a blow to the Bills offense. Maclin would have provided another weapon for Tyrod Taylor and to take some pressure of the Bills run game. However, one could argue that Maclin passing on the Bills is a blessing in disguise, especially when you look at the contract he signed.

The Ravens drastically overpaid for Maclin with a deal worth $11 million over two years.Dennis Pitta Jersey He’s coming off a very disappointing season with the Chiefs, in which he started in only 12 games due to a groin injury. His numbers were weak with 44 catches equaling 534 yards and two touchdowns.

Some of Maclin’s drop off can be attributed to injury. Groin injuries are notoriously difficult to recover from for wide receivers due to constant cuts and quick strides that wide receivers need to execute.C.J. Mosley Jersey However, when you look deeper at Maclin’s stats from last year, there are some numbers that pop out.

Maclin failed to make more than six catches in a game all season, and reached the six-catch plateau only twice.Elvis Dumervil Jersey Furthermore, Maclin had an 82-yard receiving game only once (Week 15). It’s also worth noting that this happened as the Chiefs were weak at wide receiver. When the Chiefs recruited him in 2015, Maclin was supposed to be the go-to guy for quarterback Alex Smith. Unfortunately, he finished third in receiving yards on the team behind a rookie wide receiver Tyreek Hill and tight end Travis Kelce last season.