O Deus que não dorme, nem descansa, que é Todo-Poderoso e misericordioso e Ele ouviu o clamor de Davi inclinou-se para ele e atendeu o seu clamor.

 

NOSSA ESPERANÇA DEVE ESTAR FOCALIZADA EM DEUS

Na Pessoa Bendita de Nosso Senhor Jesus Cristo, confiando sempre que Ele suprirá nossas necessidades e que sobre tudo somos mais que vencedores por Ele.

A ESPERANÇA NÃO DESAPONTA

A esperança firmada em Cristo não desaponta, não falha, pois Fiel é quem prometeu. Tantos depositam sua confiança, sua esperança em cousas vãs, "Uns confiam em carros, outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor". O amor de Deus, que é infinito, derrama-se em nossos corações por intermédio do Espírito Santo, nosso Fiel Ajudador, que nas tribulações mostra-se a nós mais intensamente como O Consolador.

A ESPERANÇA E A LONGANIMIDADE CAMINHAM JUNTAS

Longanimidade quer dizer paciência e esta também recebemos poder do próprio Deus para tê-la, contudo sempre é preciso que marchemos em direção às águas inda cerradas para que elas se abram, precisamos tomar posse da benção maravilhosa da tribulação. Aprendamos então a ter a tribulação por benção e alegremo-nos com ela saibamos compreender que Deus está no controle de tudo.

Na tribulação, nos ensinará a perseverança, com a qual alcançaremos a experiência e por fim chegaremos à esperança da nossa soberana vocação. Em tudo demos graças porque isto é agradável a Deus. Se ele nos deixa passar por tribulações é para que sejamos sábios e cresçamos espiritualmente.

Não peçamos portanto a Deus:

"Tira-me desta tribulação" ou "Alivia-me esta dor", mas, "Dai-me coragem para enfrentá-la, constância e firmeza para não desistir e força para prosseguir até a vitória que já é minha pelo Teu Nome! Amém!".