Culto foi realizado no Pátio de Eventos Ana das Carrancas, às margens da Rodovia BR-235, zona oeste do município. A abertura dos portões ocorreu às 14h, e logo às 17h, começou o pré-culto com participação de diversos cantores locais e depoimentos em agradecimento pela obra de Deus naquela região do estado. Oficialmente às 18h45, teve início a Celebração do Centenário conduzida pelo Pastor Presidente Aílton José Alves. Vários pastores, obreiros e membros da diretoria da igreja, autoridades políticas e o prefeito da cidade, prestigiaram o evento.

No local da festa, foi projetado um mega palco com uma estrutura de 32×18 metros, três telões e um grande painel de LED. Uma multidão ocupou as cadeiras espalhadas no pátio para assistir a programação e ouvir relatos do início dos trabalhos da IEADPE . Muitos vieram de outras regiões do estado, e diversas caravanas das cidades de Cabrobó, Santa Maria da Boa Vista, Belém de São Francisco, Dormentes, Projeto Fulgêncio e Afrânio, estavam presentes na celebração.

O evento marcado por adoração e testemunhos para glorificar o nome de Jesus e celebrar um século da IEADPE em solo pernambucano, contou com a participação de cantores e grupos como: Eliã Oliveira, Théo Santos, irmão Wanderson (Caruaru), Ricardo Rodrigues, Cantora Talita (Petrolina), Grupo Eletrônico e Vocal da Filial Petrolina, além da participação de dois grandes corais: um de jovem com 1.500 vozes e outro de igual número composto por mulheres.

O vídeo da Abertura do Centenário, que conta um breve relato da história da igreja foi exibido, emocionando o público. Em seguida, o Pastor Aílton lembrou que a Assembleia de Deus foi a pioneira na manifestação espiritual no país; falou dos tempos espinhosos e que mesmo diante da perseguição, Jesus continuou curando, salvando, batizando e que nesses 100 anos, a chama continua acesa, e continuará acesa até que Jesus venha buscar sua igreja. Em seguida, a cantora Eliã Oliveira, bradou com toda a igreja de forma uníssona, o hino oficial do centenário da Assembleia de Deus em Pernambuco, “Cem anos de história, Cem anos de vitória”.

O Pr. Jonatas Lins, da filial da IEADPE em Sirinhaén, foi o preletor do culto. Ele ministrou uma palavra evangelística, contextualizando a igreja de Atos dos Apóstolos e a atual. Na qual, a igreja crescia e se multiplicava mesmo em meio a uma intensa perseguição. “A igreja de Atos foi a que a chama do pentecoste foi acesa. E em 1918, chegou em Pernambuco. E o construtor desta igreja disse que as portas do inferno, jamais prevalecerão contra ela”, concluiu.

A Celebração do Centenário foi um grande culto pentecostal, cheio de significado pela expansão do evangelho da chegada da chama pentecostal e forte atuação do Espírito Santo, confirmando a obra evangelística através da IEADPE. Uma instituição preocupada em propagar a missão deixada por Jesus Cristo de pregar o evangelho a toda criatura. E com certeza esta celebração servirá para mostrar a vitória do evangelho de Cristo em Pernambuco. Ao final,  223 vidas aceitaram a Jesus como seu salvador.

De acordo com o Pr. Waldemir Farias, pastor da filial em Petrolina, o evento mobilizou mais de mil voluntários, 120 ônibus para trazer os irmãos e mais 13 das filiais e considerou o mesmo, como um evento não só da capital, mas de todas as filias do estado. “Os irmãos daqui, estão muito representados naquela frase: eu faço parte desta história. E isso resume o sentimento do povo de Petrolina e do sertão”, completou.

De acordo com a organização do evento mais de 30 mil pessoas participaram da cerimônia. A Rede Brasil de Comunicação realizou a transmissão de todo o evento, e muitos puderam verificar através das rádios da emissora, pela TV e Redes Sociais (@ieadpeoficial). 

Diante da grandiosidade do evento, foram montados postos de saúde e ambulâncias equipadas com UTI. Contou com um forte esquema de segurança das equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e apoio da prefeitura do município. Entre os sete polos regionais, que sediarão a Celebração do Centenário, Petrolina foi a primeira cidade a receber o evento. Dia 31 deste mês, acontece no município de Goiana, Zona da Mata Norte. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://adnews.jor.br/site/

Este artigo é de propriedade intelectual da Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Pernambuco (IEADPE). Sua reprodução, parcial ou total deverá ser acompanhada da citação da fonte, conforme artigo 184 do Código Penal – Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais que diz: A violação por qualquer meio, de obra intelectual, no todo ou em parte, para fins de comércio, sem a autorização expressa do autor ou de quem o represente é crime contra a propriedade intelectual.


Is Jeremy Maclin choosing the Baltimore Ravens a big blow to the Buffalo Bills heading into 2017?

Rarely does a player with the talent level of Jeremy Maclin hit the open market as late as June. However on June 2 the Kansas City Chiefs released Jeremy Maclin to ease their cap hit. Once Maclin was released, the Buffalo Bills were immediately interested.Joe Flacco Jersey

They appeared to be a perfect match as head coach Sean McDermott and Maclin are familiar with each other. They had spent time together in Philadelphia. Additionally Bills running back LeSean McCoy and Maclin are good friends. McCoy took it upon himself to try and recruit Maclin to Buffalo.

Ultimately,Justin Tucker Jersey Maclin decided to pass on signing with the Bills, and chose to sign a two-year deal with the Baltimore Ravens. It appears, on the surface, to be a blow to the Bills offense. Maclin would have provided another weapon for Tyrod Taylor and to take some pressure of the Bills run game. However, one could argue that Maclin passing on the Bills is a blessing in disguise, especially when you look at the contract he signed.

The Ravens drastically overpaid for Maclin with a deal worth $11 million over two years.Dennis Pitta Jersey He’s coming off a very disappointing season with the Chiefs, in which he started in only 12 games due to a groin injury. His numbers were weak with 44 catches equaling 534 yards and two touchdowns.

Some of Maclin’s drop off can be attributed to injury. Groin injuries are notoriously difficult to recover from for wide receivers due to constant cuts and quick strides that wide receivers need to execute.C.J. Mosley Jersey However, when you look deeper at Maclin’s stats from last year, there are some numbers that pop out.

Maclin failed to make more than six catches in a game all season, and reached the six-catch plateau only twice.Elvis Dumervil Jersey Furthermore, Maclin had an 82-yard receiving game only once (Week 15). It’s also worth noting that this happened as the Chiefs were weak at wide receiver. When the Chiefs recruited him in 2015, Maclin was supposed to be the go-to guy for quarterback Alex Smith. Unfortunately, he finished third in receiving yards on the team behind a rookie wide receiver Tyreek Hill and tight end Travis Kelce last season.