Mas, que tipo de corpo será esse? 

Primeiramente devemos saber que Jesus ao ressuscitar surgiu num corpo incorruptível. Vamos então enumerar esses pontos:

(1) Cristo ressuscitou com um corpo palpável, um corpo de carne e osso (Lc 24. 39). Contudo, esse tipo de carne e osso é totalmente desconhecido do homem. 

(2) Após ressuscitar, Jesus não tinha a mesma aparência (Lc 24.16-19,31-32; Jo 20.13-15; 21.12). 

(3) Após ressuscitar, o Senhor podia entrar em ambientes com as portas fechadas, ao que parece, simplesmente atravessando as paredes (Jo 20.19,26).

(4) Após ressuscitar, Cristo apareceu e desapareceu diante dos olhos das pessoas (Lc 24.31,36; Jo 20.19,26).

(5) Após ressuscitar, o Senhor Jesus comeu e bebeu diante das pessoas (Lc 24.41-43; Jo 21.5-15; At 10.40-41).

(6) Em seu novo corpo, o Mestre venceu a gravidade, pois, foi elevado aos céus (Lc 24.51; At 1.9-10).

(7) E ainda, no futuro, no Céu, juntamente com a Sua Igreja, Cristo beberá do fruto da vide, conforme Sua promessa (Mt 26.28-29; Mc 14.24-25; Lc 22.17-18; Ap 19.1-9).

Vemos, portanto, que Jesus ressuscitou num corpo imperecível e glorioso. E para podermos acompanhar o Rei por toda a Eternidade, aonde Ele estiver, há uma promessa para os salvos, que nós também teremos um corpo semelhante ao Dele. 

Conheçamos essas promessas bíblicas na grande defesa de Paulo sobre a ressurreição dos salvos que dormem e a trasladação dos salvos vivos. 

Já ficamos sabendo que Jesus ressuscitou num corpo imperecível e glorioso, com extraordinária mobilidade, pois bem, os salvos também terão um corpo semelhante ao Dele. O apóstolo Paulo escreve sobre esse tipo de corpo em relação ao corpo que nós habitamos nesta vida: “Uma é a glória do sol, e outra, a glória da lua, e outra, a glória das estrelas; porque uma estrela difere em glória de outra estrela. Assim também a ressurreição dos mortos. Semeia-se o corpo em corrupção; ressuscitará em incorrupção. Semeia-se em ignomínia, ressuscitará em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscitará em vigor. Semeia-se corpo animal, ressuscitará corpo espiritual, Se há corpo animal, há também corpo espiritual O primeiro homem, da terra, é terreno; o segundo homem, o Senhor, é do céu. Qual terreno, tais são também os celestiais. E assim, como trouxemos a imagem do terreno, assim também traremos a imagem do celestial” (1Co 15: 41-49). 

E na carta aos Filipenses Paulo escreveu: “Mas a nossa cidade está nos céus, donde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso [...]” (Fp 3.20-21).

Extraído da obra: A Grande Tribulação, palco do anticristo (2014, p.24-26), do Prof. Saulo Soares da Silva. Bereia Editora.


Is Jeremy Maclin choosing the Baltimore Ravens a big blow to the Buffalo Bills heading into 2017?

Rarely does a player with the talent level of Jeremy Maclin hit the open market as late as June. However on June 2 the Kansas City Chiefs released Jeremy Maclin to ease their cap hit. Once Maclin was released, the Buffalo Bills were immediately interested.Joe Flacco Jersey

They appeared to be a perfect match as head coach Sean McDermott and Maclin are familiar with each other. They had spent time together in Philadelphia. Additionally Bills running back LeSean McCoy and Maclin are good friends. McCoy took it upon himself to try and recruit Maclin to Buffalo.

Ultimately,Justin Tucker Jersey Maclin decided to pass on signing with the Bills, and chose to sign a two-year deal with the Baltimore Ravens. It appears, on the surface, to be a blow to the Bills offense. Maclin would have provided another weapon for Tyrod Taylor and to take some pressure of the Bills run game. However, one could argue that Maclin passing on the Bills is a blessing in disguise, especially when you look at the contract he signed.

The Ravens drastically overpaid for Maclin with a deal worth $11 million over two years.Dennis Pitta Jersey He’s coming off a very disappointing season with the Chiefs, in which he started in only 12 games due to a groin injury. His numbers were weak with 44 catches equaling 534 yards and two touchdowns.

Some of Maclin’s drop off can be attributed to injury. Groin injuries are notoriously difficult to recover from for wide receivers due to constant cuts and quick strides that wide receivers need to execute.C.J. Mosley Jersey However, when you look deeper at Maclin’s stats from last year, there are some numbers that pop out.

Maclin failed to make more than six catches in a game all season, and reached the six-catch plateau only twice.Elvis Dumervil Jersey Furthermore, Maclin had an 82-yard receiving game only once (Week 15). It’s also worth noting that this happened as the Chiefs were weak at wide receiver. When the Chiefs recruited him in 2015, Maclin was supposed to be the go-to guy for quarterback Alex Smith. Unfortunately, he finished third in receiving yards on the team behind a rookie wide receiver Tyreek Hill and tight end Travis Kelce last season.