A parte inicial da nossa reflexão é a mais importante, pois traz a fundamentação bíblica dessa doutrina. É importante que o leitor esteja atento aos textos mencionados e às suas respectivas interpretações, uma vez que muitos desses textos são desonestamente deturpados por grupos heterodoxos. Um exemplo disso é o mau entendimento da unidade de Deus. Grupos como o ministério Voz da Verdade insistem em dizer, nos seus estudos, que Deus é um de forma absoluta, isto é, no ser divino somente existe uma pessoa, e jamais, três. Veremos o contrário disso durante a leitura desta pesquisa.

Os unicistas explicam a nomenclatura Pai, Filho e Espírito Santo como sendo três formas diferentes da mesma pessoa se apresentar. Refutaremos, porém, este pensamento, intitulado nos primeiros séculos de monarquianismo modalista, provando que Deus não é uma pessoa que se apresenta de três modos, mas três pessoas que nunca perdem suas características. Não faz sentido o Pai deixar de ser Pai para se tornar Filho, e nem este deixar de ser quem é para se tornar o Espírito Santo. 

Veremos, ainda, que a acusação feita pelos unicistas, bem como pelos judeus, de que somos triteístas não tem o menor apoio nas Escrituras Sagradas. Os textos apresentados por estes segmentos na tentativa de tornar os verdadeiros cristãos hereges são mal interpretados por eles. Não somos, em hipótese alguma, triteístas, isto é, não adoramos a três deuses.

O estudo da doutrina da Trindade é tão importante, que uma má compreensão dela poderá comprometer a salvação do indivíduo. A salvação com todos seus aspectos depende da cooperação dos membros distintivos do Deus Trino e Uno. Deus enviou o seu Filho ao mundo (Jo 3.16,17).

Este obedece à ordem do Pai, consumando a obra expiatória na cruz do Calvário. Interessante que no último momento de vida, ainda no madeiro, Jesus diz: “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito” (Lc 23.46). Stanley Horton observa acerca dessa expressão de Cristo: “Se duas pessoas distintivas não forem reveladas aqui, no ato salvífico da cruz, esse evento seria uma mera charada de um único Cristo” (que só pode ser neurótico) (1996, p.179).

No modalismo, o conceito da morte de Cristo como uma satisfação infinita está perdido. Sem falar de que Deus teria que fazer de si mesmo a si mesmo uma oferta pelo pecado. “A cruz seria um ato sem sentido no que diz respeito ao conceito de uma oferta pelo pecado (IBDEM, p.179). Cristo ofereceu a sua vida como pagamento de um resgate, e tal pagamento não foi efetuado ao maligno ou aos homens, mas ao Trino Deus para satisfazer-lhe a justiça. Além disso, a Bíblia nos informa que o Espírito Santo é uma pessoa distinta do Filho. O próprio Jesus afirmou que enviaria “outro” consolador. Veremos mais à frente que a palavra “outro” nesse texto aponta para alguém que é diferente, mas da mesma substância.

O Espírito Santo tem participação direta no novo nascimento, na santificação do crente e na geração do caráter de Cristo em nós. Afirmamos, então, que negar a personalidade e a divindade do Pai, do Filho ou do Espírito Santo, como o fazem os unicistas, os adeptos do judaísmo, as Testemunhas de Jeová e outros grupos, é comprometer contundentemente a salvação.

Continua...

Extraído da obra: Doutrina da Trindade. GUSTAVO, Walber: Recife, Bereia Editora, 2014.


IEADPE - Outros artigos

Is Jeremy Maclin choosing the Baltimore Ravens a big blow to the Buffalo Bills heading into 2017?

Rarely does a player with the talent level of Jeremy Maclin hit the open market as late as June. However on June 2 the Kansas City Chiefs released Jeremy Maclin to ease their cap hit. Once Maclin was released, the Buffalo Bills were immediately interested.Joe Flacco Jersey

They appeared to be a perfect match as head coach Sean McDermott and Maclin are familiar with each other. They had spent time together in Philadelphia. Additionally Bills running back LeSean McCoy and Maclin are good friends. McCoy took it upon himself to try and recruit Maclin to Buffalo.

Ultimately,Justin Tucker Jersey Maclin decided to pass on signing with the Bills, and chose to sign a two-year deal with the Baltimore Ravens. It appears, on the surface, to be a blow to the Bills offense. Maclin would have provided another weapon for Tyrod Taylor and to take some pressure of the Bills run game. However, one could argue that Maclin passing on the Bills is a blessing in disguise, especially when you look at the contract he signed.

The Ravens drastically overpaid for Maclin with a deal worth $11 million over two years.Dennis Pitta Jersey He’s coming off a very disappointing season with the Chiefs, in which he started in only 12 games due to a groin injury. His numbers were weak with 44 catches equaling 534 yards and two touchdowns.

Some of Maclin’s drop off can be attributed to injury. Groin injuries are notoriously difficult to recover from for wide receivers due to constant cuts and quick strides that wide receivers need to execute.C.J. Mosley Jersey However, when you look deeper at Maclin’s stats from last year, there are some numbers that pop out.

Maclin failed to make more than six catches in a game all season, and reached the six-catch plateau only twice.Elvis Dumervil Jersey Furthermore, Maclin had an 82-yard receiving game only once (Week 15). It’s also worth noting that this happened as the Chiefs were weak at wide receiver. When the Chiefs recruited him in 2015, Maclin was supposed to be the go-to guy for quarterback Alex Smith. Unfortunately, he finished third in receiving yards on the team behind a rookie wide receiver Tyreek Hill and tight end Travis Kelce last season.