No Antigo Testamento, ela aparece de uma forma um tanto anuviada, mas no Novo Testamento o sol da revelação passa a brilhar com toda a intensidade: e é nele que encontramos uma fartura de textos que fundamentam de forma inabalável essa doutrina.

Ao iniciarmos nossa reflexão a partir do Antigo Testamento, fazemo-lo porque tal parte da Bíblia foi escrita ao longo de um período histórico que não pode ser desprezado. Claro que não encontraremos a questão trinitariana claramente esboçada nos textos do Antigo Pacto. Nem sequer os próprios judeus empreendiam grandes labores teológicos, sendo, pois, um anacronismo falar de um aprofundamento acadêmico da Trindade sob uma perspectiva judaica.

A religião veterotestamentária era muito mais ética e moral, do que racional. Os judeus preocupavam-se em reconhecer a soberania do único Deus e em conhecer a Lei, com suas exigências e seus ritos cerimoniais, praticando-os cotidianamente. Por essa razão não adentraremos a pormenores do texto veterotestamentário, fazendo, por exemplo, minuciosas análises gramaticais à luz dos originais, até porque uma boa exegese não leva em conta apenas a letra em si, mas considera o contexto histórico, cultural, social, moral e, acima de tudo, a revelação bíblica como um todo, já que a Bíblia interpreta-se a si mesma.

Cuidamos que o material concernente à Trindade no Antigo Testamento exposto nesta pesquisa é sólido o bastante para refutar quaisquer falsos ensinamentos de quaisquer grupos, ainda mesmo os que evocam para si “notável saber teológico”. A nossa intenção é, de forma simples e abrangente, demonstrar o desenvolvimento da revelação da doutrina da Trindade a partir do Antigo Testamento, estendendo-se e sendo concluída com o fechamento do Cânon do Novo Testamento, e isso ao longo da história, para depois abordarmos o desenvolvimento da reflexão acerca desta doutrina após o término da escrita neotestamentária.

Além de afirmar que Deus é um em natureza ou essência, as Escrituras afirmam que há três pessoas distintas que são Deus. Todos são chamados Deus, e todos têm as características essenciais de uma pessoa, a saber: intelecto, sentimentos e vontade. Como nos diz Norman Geisler, na sua teologia sistemática: “Essencialmente, a personalidade se refere a um “eu”, um “quem” ou um sujeito.

Cada “eu” na Trindade possui (por conta da sua natureza comum) o poder de pensar, sentir e escolher” (2010, p.791). Sempre é bom lembrar que, apesar da distinção, “a totalidade da presença e do poder redentor de Deus somente poderia ser expressa por meio desses três elementos” (MCGRATH, 2005, p.374).

Continua...

Extraído da obra: Doutrina da Trindade. GUSTAVO, Walber: Recife, Bereia Editora, 2014.


IEADPE - Outros artigos

Is Jeremy Maclin choosing the Baltimore Ravens a big blow to the Buffalo Bills heading into 2017?

Rarely does a player with the talent level of Jeremy Maclin hit the open market as late as June. However on June 2 the Kansas City Chiefs released Jeremy Maclin to ease their cap hit. Once Maclin was released, the Buffalo Bills were immediately interested.Joe Flacco Jersey

They appeared to be a perfect match as head coach Sean McDermott and Maclin are familiar with each other. They had spent time together in Philadelphia. Additionally Bills running back LeSean McCoy and Maclin are good friends. McCoy took it upon himself to try and recruit Maclin to Buffalo.

Ultimately,Justin Tucker Jersey Maclin decided to pass on signing with the Bills, and chose to sign a two-year deal with the Baltimore Ravens. It appears, on the surface, to be a blow to the Bills offense. Maclin would have provided another weapon for Tyrod Taylor and to take some pressure of the Bills run game. However, one could argue that Maclin passing on the Bills is a blessing in disguise, especially when you look at the contract he signed.

The Ravens drastically overpaid for Maclin with a deal worth $11 million over two years.Dennis Pitta Jersey He’s coming off a very disappointing season with the Chiefs, in which he started in only 12 games due to a groin injury. His numbers were weak with 44 catches equaling 534 yards and two touchdowns.

Some of Maclin’s drop off can be attributed to injury. Groin injuries are notoriously difficult to recover from for wide receivers due to constant cuts and quick strides that wide receivers need to execute.C.J. Mosley Jersey However, when you look deeper at Maclin’s stats from last year, there are some numbers that pop out.

Maclin failed to make more than six catches in a game all season, and reached the six-catch plateau only twice.Elvis Dumervil Jersey Furthermore, Maclin had an 82-yard receiving game only once (Week 15). It’s also worth noting that this happened as the Chiefs were weak at wide receiver. When the Chiefs recruited him in 2015, Maclin was supposed to be the go-to guy for quarterback Alex Smith. Unfortunately, he finished third in receiving yards on the team behind a rookie wide receiver Tyreek Hill and tight end Travis Kelce last season.