No final do ano, o governo de Camboja enviou 13 cristãos de volta para o Vietnã, porque eles não estavam qualificados de acordo com o Estatuto dos Refugiados. De acordo com um porta-voz do ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados) estes cristãos decidiram “voltar voluntariamente”.

Um dos colaboradores da Portas Abertas, no entanto, disse que eles faziam parte de um grupo de mais de 200 cristãos que fugiram do Vietnã e atravessaram a fronteira com o Camboja, nos últimos meses. De acordo com as autoridades cambojanas, há ainda muitos cristãos vietnamitas que buscam o status de refugiado para fugir da opressão do governo em seu país.

Sabe-se que agora, nenhum desses cristãos tem garantia alguma de um bom tratamento pelas autoridades do Vietnã durante esse regresso. É provável que eles sejam monitorados de perto e, além disso, que enfrentem uma perseguição severa e muitas restrições. Ore por eles.

Portas Abertas