"Pelo menos 133 pessoas foram mortas, muitas propriedades saqueadas e destruídas, incluindo 65 igrejas". Eles aconteceram principalmente em Benue, um Estado do Centro-leste da Nigéria, perto da fronteira com Taraba, onde pelo menos 133 pessoas foram mortas, muitas propriedades saqueadas e destruídas, incluindo 65 igrejas. Os fulanis ocuparam quase todas as áreas dessa região e continuam atacando outras comunidades cristãs.

Lembrando que em fevereiro, Benue já havia sido atacado violentamente pelos fazendeiros nômades, que na ocasião mataram mais de 500 pessoas, a maior parte cristãos e cerca de 20 mil pessoas tiveram que fugir. O ocorrido foi considerado um dos piores ataques feitos pelo grupo desde 2010. De acordo com a CAN (Associação Cristã da Nigéria), esses conflitos não têm apenas um fundo de questões econômicas ou disputa entre agricultores locais, mas envolvem questões religiosas, já que os fulanis são muçulmanos extremistas.

"Sabemos que se trata de mais uma jihad, como aquela que foi travada pelo Boko Haram no Norte do país. Eles transportam armas sofisticadas e utilizam até mesmo armas químicas para destruir nossas comunidades. A guerra acontece normalmente à noite, quando todas as pessoas estão dormindo. A população está fugindo, as igrejas estão ficando vazias. Onde havia cerca de 2 mil membros, hoje há apenas 50. Nada está sendo poupado, nem mesmo as escolas ou centros de assistência social", disse o líder cristão Agostinho Akpen que responsabiliza as autoridades pela falta de proteção e segurança aos cidadãos.

Não é difícil chegar à conclusão de que haverá uma grande escassez de alimentos, já que todos os tipos de produção agrícola foram destruídos, desde o feijão, mandioca, arroz, milho até soja e amendoim. Os agricultores de vários estados da Nigéria, principalmente Benue, Taraba, Plateau, Kaduna, Nasarawa e Níger estão temerosos agora e sabem que se voltarem para suas fazendas serão mortos. Essa realidade deixa claro que os cristãos estão sendo expulsos em massa e a imposição da lei islâmica no país tem impulsionado a limpeza étnica e religiosa, não apenas só no Norte do país, mas agora em toda a Nigéria. Em suas orações, interceda por essa nação.

Fonte: Portas Abertas


Is Jeremy Maclin choosing the Baltimore Ravens a big blow to the Buffalo Bills heading into 2017?

Rarely does a player with the talent level of Jeremy Maclin hit the open market as late as June. However on June 2 the Kansas City Chiefs released Jeremy Maclin to ease their cap hit. Once Maclin was released, the Buffalo Bills were immediately interested.Joe Flacco Jersey

They appeared to be a perfect match as head coach Sean McDermott and Maclin are familiar with each other. They had spent time together in Philadelphia. Additionally Bills running back LeSean McCoy and Maclin are good friends. McCoy took it upon himself to try and recruit Maclin to Buffalo.

Ultimately,Justin Tucker Jersey Maclin decided to pass on signing with the Bills, and chose to sign a two-year deal with the Baltimore Ravens. It appears, on the surface, to be a blow to the Bills offense. Maclin would have provided another weapon for Tyrod Taylor and to take some pressure of the Bills run game. However, one could argue that Maclin passing on the Bills is a blessing in disguise, especially when you look at the contract he signed.

The Ravens drastically overpaid for Maclin with a deal worth $11 million over two years.Dennis Pitta Jersey He’s coming off a very disappointing season with the Chiefs, in which he started in only 12 games due to a groin injury. His numbers were weak with 44 catches equaling 534 yards and two touchdowns.

Some of Maclin’s drop off can be attributed to injury. Groin injuries are notoriously difficult to recover from for wide receivers due to constant cuts and quick strides that wide receivers need to execute.C.J. Mosley Jersey However, when you look deeper at Maclin’s stats from last year, there are some numbers that pop out.

Maclin failed to make more than six catches in a game all season, and reached the six-catch plateau only twice.Elvis Dumervil Jersey Furthermore, Maclin had an 82-yard receiving game only once (Week 15). It’s also worth noting that this happened as the Chiefs were weak at wide receiver. When the Chiefs recruited him in 2015, Maclin was supposed to be the go-to guy for quarterback Alex Smith. Unfortunately, he finished third in receiving yards on the team behind a rookie wide receiver Tyreek Hill and tight end Travis Kelce last season.